A nossa marca

A marca solarMACO representa o desenvolvimento de sistemas de climatização, conforto e energia solar e assenta em kits adequados a cada situação, desenvolvidos pela Macolis em termos de aplicação dos componentes adequados, tendo sempre em conta a otimização energética, resultando numa maior economia, sendo conhecidos pela sua eficiência energética, aliada ao conforto, economia e tranquilidade.


OS KITS solarMACO

Portugal é um dos países que possui um maior número médio anual de horas de Sol, que varia entre as 1200 e 3000 horas. Comparando com outros países europeus (Alemanha, Áustria ou Grécia), o recurso disponível em Portugal tem sido mal aproveitado para fins energéticos, nomeadamente para aquecimento de água.
Para além da riqueza solar existente no nosso país, há uma forte dinamização do Estado devido ao Tratado de Quioto, que obriga a um compromisso ecológico. A Macolis tem apostado em energias renováveis, através de tecnologias que aproveitam e rendibilizam a energia solar. A solarMACO é a resposta profissional e mais adequada às necessidades de mercado deste tipo de tecnologia.


VANTAGENS NA AQUISIÇÃO DOS KITS solarMACO

• Kits desenvolvidos e adequados a cada situação específica;
• Versáteis permitindo a conjugação dos vários componentes de cada kit em função da necessidade de cada situação.
• Fornecidos com todos os acessórios necessários a uma boa instalação e funcionamento do sistema solar para aquecimento das águas quentes sanitárias, aquecimento de piscinas e/ou apoio ao aquecimento central, sendo apenas necessário a tubagem de ligação do sistema;
• Apoio técnico permanente no antes, durante e pós-venda;
• Relação custo/beneficio equilibrada;
• Componente estética dos edifícios;
• Amigos do ambiente.

 

 


Estes kits foram estudados pela Macolis tendo em conta o rendimento que podemos extrair da exposição solar, o valor do investimento e o respetivo tempo de amortização.
Os kits solares solarMACO são desenvolvidos e distribuídos exclusivamente pela MACOLIS, e permitem reduzir os consumos energéticos entre os 40% e os 50% em aquecimento, e entre 80% a 90% em águas quentes sanitárias.